terça-feira, 4 agosto, 2020

Ministério da Saúde divulga manual de como fazer máscara caseira; aprenda

Uso do item é recomendado para quando a pessoa precisar escapar da recomendação do isolamento social. ou seja, ao ir em supermercados, farmácias ou no transporte coletivo.

Depois de oficializar a recomendação do uso de máscaras caseiras como prevenção ao novo coronavírus, o Ministério da Saúde divulgou na noite desta quinta-feira (2) um manual de como fazer o item em casa.

Segundo o ministério, uma campanha digital pela mobilização da população para fabricar as próprias máscaras de pano será lançada nas redes sociais. O ministério da Saúde recomenda que máscaras cirúrgicas e N95/PFF2 sejam priorizadas para os profissionais para garantir a manutenção dos serviços de saúde.

“Você pode fazer uma máscara ‘barreira’ usando um tecido grosso, com duas faces. Não precisa de especificações técnicas. Ela faz uma barreira tão boa quanto as outras máscaras. A diferença é que ela tem que ser lavada pelo próprio indivíduo para que se possa manter o autocuidado”, explicou o ministro Luiz Henrique Mandetta.

O exemplo usado pelo ministério foi como fazer máscara caseira de proteção individual com uma camisa de malha usada e também com costura.

Confira o passo a passo:

1. Corte a camiseta e espessura dupla usando como base as marcações indicadas na figura abaixo.

2. Faça um ponto de segurança na parte inferior (para segurar ambas as toalha)

3. Insira um papel entre as camadas

13 cuidados na utilização:

1. O uso da máscara caseira é individual, não devendo ser compartilhada entre familiares, amigos e outros.

2. Coloque a máscara com cuidado para cobrir a boca e nariz e amarre com segurança para minimizar os espaços entre o rosto e a máscara.

3. Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la na rua, não fique ajustando a máscara na rua.

4. Ao chegar em casa, lave as mãos com água e sabão, secando-as bem, antes de retirar a máscara.

5. Remova a máscara pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente.

6. Faça a imersão da máscara em recipiente com água potável e água sanitária (2,0 a 2,5%) por 30 minutos. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água (Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável).

7. Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente e lavar com água e sabão. 8. Após lavar a máscara, a pessoa deve higienizar as mãos com água e sabão. 9. A máscara deve estar seca para sua reutilização.

10. Após secagem da máscara utilize o com ferro quente e acondicionar em saco plástico.

11. Troque a máscara sempre que apresentar sujidades ou umidade.

12. Descarte a máscara sempre que apresentar sinais de deterioração ou funcionalidade comprometida.

13. Ao sinais de desgaste da máscara deve ser inutilizada e nova máscara deve ser feita. O uso das máscaras caseiras não substitui o distanciamento social, a etiqueta respiratória e higienização das mãos visando interromper o ciclo da Covid-19.

Onde usar?

A orientação é que a máscara seja utilizada sempre que houver necessidade de sair de casa. A pessoa deve carregar sempre uma máscara reserva, guardada em uma sacola plástica ou higienizada. “Nada de carregar no bolso”, observou Mandetta. Ainda, a sacola pode guardar a máscara suja quando houver troca.

Higienização

As máscaras podem ser lavadas com água e sabão, água sanitária ou mesmo hipoclorito de sódio. Devem ser deixadas de molho por 20 minutos, segundo o ministério da Saúde, e deixadas para secar — o uso deve ser de máscaras completamente secas. A orientação é de que as máscaras sejam utilizadas por cerca de duas horas, sendo necessária a troca após o período. O ideal, ainda de acordo com a pasta, é que cada pessoa tenha ao menos duas máscaras de pano.